Trump foi "enviado por Deus para salvar Israel". Pompeo acredita que sim

O secretário de Estado norte-americano, de visita a Israel, garante que, como cristão, acredita ser possível que o presidente tenha sido enviado à Terra para salvar Israel da ameaça iraniana.

De visita a Israel, onde participou nas celebrações do Purim, o feriado judaico que comemora o salvamento do povo de Israel dos persas pela Rainha Ester, Mike Pompeo admitiu ser "possível" que Donald Trump tenha sido enviado por Deus para fazer o mesmo.

Questionado se o presidente Donald Trump surgiu hoje um pouco como a Rainha Ester, para salvar o povo judaico da ameaça iraniana", o secretário de Estado norte-americano respondeu: "Enquanto cristão, acredito certamente que é possível".

Em entrevista à Christian Broadcasting Network, uma rádio cristã, o ex-diretor da CIA afirmou-se "confiante que o Senhor está a trabalhar nesse sentido".

As declarações de Pompeo surgem um dia depois de Trump ter escrito no Twitter que "chegou a hora" de os EUA reconhecerem a soberania de Israel sobre os Montes Golã. O território sírio foi anexado por Israel na guerra dos Seis Dias em 1967, com o Estado hebraico a estender o seu controlo e as suas leis sobre o planalto rochoso em 1981. Um anexação que a comunidade internacional são reconhece.

Esta decisão de Trump vem na sequência das denúncias das autoridades israelitas de que o Irão está a aproveitar a guerra na Síria - já no seu nono ano - para se instalar naquele país, ameaçando a segurança de Israel. Na próxima segunda-feira, Trump recebe o primeiro-ministro israelita, Benjamin, Netanyahu, em Washington, menos de duas semanas antes das eleições legislativas em Israel.

Os dois homens têm revelado uma excelente relação, com Trump a ter tomado a decisão histórica e simbólica de mudar a embaixada dos EUA de Telavive para Jerusalém.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG