Trump convidou ex-reporter da Fox News para a beijar no seu escritório

A repórter norte-americana Courtney Friel conta que a proposta foi feita por telefone antes de Trump ser presidente dos EUA.

Courtney Friel, ex-repórter da Fox News, juntou o seu nome a cerca de uma dúzia de outras mulheres que acusam Donald Trump de assédio sexual. A repórter, que agora trabalha no canal de televisão de Los Angeles KTLA, irá publicar um livro onde conta a proposta de Trump.

"Devia aparecer no meu escritório um dia, para nos beijarmos". Courtney Friel conta que foi assim que Donald Trump a convidou acrescentando ainda que era a mulher "mais sensual da Fox News".

As declarações foram avançadas pelo New York Daily News, onde Courtney Friel, de 39 anos, explica ter recusado o convite de Trump dizendo que ambos eram casados.

Friel diz acreditar nas mulheres que acusam Trump de assédio sexual e que a Casa Branca nega as acusações e o presidente norte-americano sugeriu ainda que muitas dessas acusações são feitas por mulheres "pouco atraentes".

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG