Trump anuncia suspensão da contribuição dos EUA à OMS por "má gestão" da pandemia

O presidente norte-americano, Donald Trump, já tinha ameaçado suspender a contribuição dos EUA ao organismo da ONU. Agora cumpriu a ameaça em plena pandemia de covid-19.

O Presidente dos Estados Unidos da América (EUA), Donald Trump, anunciou esta terça-feira que vai suspender a contribuição do país à Organização Mundial da Saúde (OMS), justificando a decisão com a "má gestão" da pandemia de covid-19.

"Ordeno a suspensão do financiamento para a Organização Mundial da Saúde enquanto estiver a ser conduzido um estudo para examinar o papel da OMS na má gestão e ocultação da disseminação do novo coronavírus", disse Donald Trump, citado pela agência AFP.

Donald Trump considerou que "o mundo recebeu muitas informações falsas sobre a transmissão e mortalidade" da doença covid-19.

Já na semana passada, o presidente norte-americano criticou o organismo da ONU, acusando-o de receber dinheiro dos EUA, mas favorecendo a China, onde os primeiros casos de covid-19 surgiram em dezembro. Na altura, Trump ameaçou suspender a contribuição do país para a OMS. Uma ameaça que se confirmou esta terça-feira.

"A OMS realmente estragou tudo. Por alguma razão, financiada em grande parte pelos Estados Unidos, mas muito virada para a China" escreveu Trump no Twitter na semana passada. "Felizmente, rejeitei o conselho deles de manter nossas fronteiras abertas à China desde o início", acrescentou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG