Cinco anos de prisão para taiwanês por dar opiniões fora da China

Um tribunal chinês condenou hoje o ativista e professor taiwanês Lee Ming-che por "subversão do poder do Estado" através de opiniões e comentários expressados fora do território chinês.

A sentença foi emitida pelo tribunal intermédio de Yueyang (província de Hunan). Lee, de 42 anos, disse que não vai recorrer da decisão, informaram os meios de comunicação de Taiwan.

Este é o primeiro caso de extraterritorialidade numa condenação a críticos da China, o primeiro cidadão não-chinês e membro de uma organização não-governamental processado no país e o primeiro taiwanês condenado por subversão contra o poder de Pequim.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG