Filadélfia: seis polícias feridos em tiroteio que durou horas

Polícia cumpria um mandado de busca e foi recebida com "enxurrada de balas". Alegado traficante fez dois agentes reféns, que foram resgatados por uma equipa SWAT

Uma operação da polícia dos EUA em cumprimento de um mandado relacionado com tráfico de droga resultou num tiroteio que durou várias horas e deixou seis agentes feridos esta quarta-feira, em Filadélfia. Nenhum dos polícias corre perigo de vida, mas o presidente da câmara da cidade, Jim Kenney, disse estar "irritado por alguém ter todo esse armamento e poder de fogo".

O tiroteio começou por volta das 16h30 de quarta-feira [hora local] quando os agentes iniciaram uma operação "que deu errado quase imediatamente", disse o comissário da polícia Richard Ross, citado pelo Guardian.

Ross disse que muitos polícias "tiveram que escapar através de janelas e portas para se afastar de uma enxurrada de balas". Nos rádios da polícia foram ouvidos vários apelos a pedir reforços.

Dois agentes acabaram por ficar reféns durante cerca de cinco horas e foram retirados do edifício por uma equipa SWAT já durante a noite. Estão todos livres de perigo, mas um oficial acabaria por ser internado após ter sofrido um acidente relacionado com o tiroteio.

Segundo o Guardian, a polícia pressionou durante horas o atirador para que este se rendesse, tendo ligado para o suspeito várias vezes e usado um altifalante para conseguir comunicar a partir do exterior.

"Não é nada menos do que um milagre que não tenhamos vários policiais mortos hoje", disse o comissário.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG