Terrorista de Manchester ligou para a mãe antes do atentado

Mãe de Salman Abedi é cientista nuclear

O autor do atentado terrorista Salman Abedi ligou para a mãe pouco antes do ataque suicida que fez 22 mortos no Manchester Arena, esta segunda-feira. Fontes líbias afirmaram que o jovem de 22 anos ligou para o irmão, que vive na Líbia e pediu-lhe para dizer à mãe, Samia Tabal, para lhe ligar.

Samia, de 50 anos, é cientista nuclear e vive na Líbia com o marido, Ramadan Abedi, e os filhos, segundo o Telegraph. Esta semana foi noticiado que Ramadan, pai do terrorista, e Hashem, irmão mais novo de Salman foram detidos na Líbia. Em Manchester foi detido outro membro da família: Ismael Abedi, também irmão de Salman.

Fontes próximas à família disseram que "o pai e a mãe de Salman estão chocados com o que ele fez". Horas antes de ser detido, Ramadan deu uma entrevista em que defendia a inocência do filho.

"Nós não acreditamos em matar inocentes. Isto não somos nós", disse o pai, que revelou que a família planeava estar toda junta em breve na Líbia para celebrar o mês sagrado do ramadão.

"Fiquei verdadeiramente em choque quando vi as notícias, ainda não acredito", continuou Ramadan, na entrevista.

"O meu filho era tão religioso como qualquer criança que nasça numa família religiosa. Quando discutíamos notícias sobre ataques deste género, ela era sempre contra, dizia que nada os justificava. Não compreendo como podia ter-se envolvido num ataque que levou à morte de crianças", afirmou.

Samia e Ramadan foram para o Reino Unido para escapar do regime de Gaddafi, e foi neste país que Salman nasceu. Os dois terão regressado para a Líbia em 2011.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG