Tem fotos online? Cuidado, há um programa a espalhar imagens falsas de mulheres nuas

Imagens falsas de mais de cem mil mulheres foram criadas a partir de fotos publicadas nas redes sociais. As roupas são digitalmente removidas e as fotos partilhadas através da aplicação de mensagens Telegram.

Imagens falsas de mais de cem mil mulheres foram criadas a partir de fotos publicadas nas redes sociais e partilhadas online, de acordo com um novo relatório da empresa de inteligência Sensity.

As roupas são digitalmente removidas das fotos de mulheres através de um programa e as imagens partilhadas através da aplicação de mensagens Telegram.

A BBC, que divulga o relatório, testou o software e obteve resultados que considera "maus".

A empresa Sensity afirma que a tecnologia usada para a modificação das imagens é um "robô deepfake", usado para criar, por exemplo, vídeos pornográficos falsos de celebridades.

Mas o presidente executivo da empresa, Giorgio Patrini, disse que o uso de pessoas anónimas é algo relativamente novo.

"Ter uma conta nas redes sociais com fotos públicas é suficiente para que qualquer um se torne um alvo", alertou.

O bot do canal de mensagens privadas do Telegram permite que sejam enviadas as fotos de uma mulher a quem o robô retira a roupa digitalmente em minutos, sem qualquer custo associado.

A BBC testou várias imagens, todas com o consentimento dos participantes, e nenhuma era completamente realista.

A empresa que detém a aplicação Telegram não respondeu a um pedido de comentário por parte da BBC.

Segundo o relatório, entre julho de 2019 e 2020, aproximadamente 104 852 mulheres foram alvo do bot.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG