'Shutdown' suspende alguns voos num dos maiores aeroportos de Nova Iorque

Falta de pessoal para controlo de tráfego aéreo levou a administração federal para a aviação a decretar esta sexta-feira a suspensão dos voos naquele que é um dos mais movimentados aeroportos dos Estados Unidos da América

Alguns voos estão suspensos esta sexta-feira no aeroporto de La Guardia, em Nova Iorque, devido à falta de pessoal de controlo aéreo causada pela paralisação dos serviços da administração pública do país, designada shutdown, que dura já há 35 dias, por decisão do presidente Donald Trump.

A medida de parar parte da operação do aeroporto nova-iorquino, um dos que diariamente têm maior movimento nos Estados Unidos, foi decidida pela administração federal para a aviação, noticia a imprensa americana.

Há 35 dias que decorre a paralisação de várias agências federais no país, o que está a deixar mais de 800 mil funcionários públicos sem salário, no que é o maior episódio deste género a ocorrer nos Estados Unidos.

O shutdown foi decidido pela administração Trump na sequência de um impasse sobre o muro que o presidente quer construir ao longo da fronteira com o México. O Congresso não aprovou o financiamento para sua construção e Trump respondeu não ratificando o orçamento elaborado, no que levou à paralisação parcial dos serviços públicos.

Até agora, todas as tentativas para sanar as divergências entre o governo e o congresso foram infrutíferas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG