Separadas há 40 anos, irmãs reencontraram-se num hospital... do outro lado do mundo

Meagan e Holly são irmãs, nascidas na Coreia do Sul, e reencontraram-se quando ambas foram trabalhar no mesmo hospital nos Estados Unidos.

Duas irmãs órfãs nascidas na Coreia do Sul reencontraram-se após 40 anos de separação, quando foram colocadas a trabalhar no mesmo hospital, no estado norte-americano da Flórida. Meagan Hughes e Holly O'Brien passaram a infância na Coreia até serem adotadas por famílias americanas, e cresceram em cidades separadas por mais de 400 quilómetros. Um teste de ADN comprovou o que já suspeitavam.

Meagan e Holly nasceram na Coreia do Sul, mas foram separadas quando Meagan, que então se chamava Eun-Sook, era ainda bebé. A mãe quis afastá-la do pai alcoólico, mas deixou para trás Holly, ou Pok-nam Shin, que era filha de outra mulher. O pai, que ficou com Holly, morreu quando ela tinha cinco anos. Meagan não se lembra do que aconteceu à mãe. O que ambas sabem é que foram entregues a orfanatos diferentes e que ambas foram, uma em 1976 e uma em 1978, adotadas por famílias americanas.

Meagan cresceu no estado norte-americano de Nova Iorque, enquanto a irmã, Holly, cresceu na Virginia - estavam separadas por 480 quilómetros. assim foi até ao princípio deste ano, quando Holly e Meagan foram contratadas para trabalhar, como assistentes de enfermagem, no mesmo piso do mesmo hospital em Sarasota, na Florida.

De acordo com o jornal Guardian, as duas rapidamente se tornaram amigas, e quando partilhavam histórias do seu passado iam-se apercebendo de que tinham muito em comum. À medida que as coincidências nos seus passados se iam acumulando, começaram a desconfiar da verdade. "Eu pensei, 'isto é bom de mais para ser verdade'", disse Holly. "E disse que tínhamos que fazer o teste de ADN, é a única maneira de sabermos a verdade". Com testes encomendados do Canadá, as duas tiveram finalmente a confirmação de que eram irmãs, separadas há décadas e reencontradas por acaso. "Fiquei em choque, fiquei dormente. Tenho uma irmã", conta Meagan.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG