Senadores democratas insinuam que o FBI tem provas de comportamento inadequado de Kavanaugh

Oito dos dez democratas da Comissão Judicial do Senado contrariam alegações dos republicanos sobre o juiz nomeado para o Supremo Tribunal dos Estados Unidos

Os senadores democratas insinuaram esta quarta-feira numa carta enviada ao presidente da Comissão Judicial do Senado que as provas do FBI sobre o passado do juiz Brett M. Kavanaugh, nomeado para o Supremo Tribunal dos Estados Unidos, incluem evidências de comportamento inadequado, o que contraria as alegações dos republicados.

Na referida carta, oito dos dez democratas do painel contestarão o rigor de um tweet da maioria republicada na terça-feira que referia que "em nenhum dos seis relatórios do FBI, que a Comissão numa base bipartidária, estava lá um vestígio de alguma forma de comportamento sexual inadequado ou abuso de álcool".

Os democratas dizem que as informações contidas no tweet "não são rigorosas" e pediram ao Partido Republicano que as corrigisse. Os assessores do presidente da Comissão, o senador Charles E. Grassley, não responderam ao pedido.

Brett Kavanaugh enfrenta várias acusações de abuso e assédio sexual durante os seus tempos de juventude, em 1982, que sempre negou.

Exclusivos