RFI planeia dispensar jornalistas portugueses. Já há um abaixo-assinado contra

A redação portuguesa da Radio France Internationale irá ficar reduzida a metade. Este é um plano estratégico da empresa pública francesa que levou a uma petição "contra a morte da RFI em língua portuguesa".

Os rumores são antigos, mas desta vez tudo indica que se confirmam: a redação portuguesa da Radio France Internationale (RFI) vai ser reduzida como parte da estratégia do canal estatal francês. A decisão não agrada à comunidade portuguesa no país e levou ao lançamento de um abaixo-assinado intitulado "Não à morte da RFI em português" e que conta com mais de 300 assinaturas oriundas "de vários países e de vários quadrantes, como as artes, o associativismo ou o jornalismo", segundo escreve o LusoJornal, que está a acompanhar o tema.

A petição foi lançada pela Conselheira das Comunidades Portuguesas, Luísa Semedo, no dia 24 de dezembro, após a notícia no programa La Lettre, da France 2, que falava de um plano estratégico da France Médias Monde, à qual pertence a RFI, e que irá passar "por uma adaptação da organização das ofertas do grupo em inglês, português e árabe". A estratégia da empresa pública é a "saída voluntária limitada a 30 jornalistas entre 2021 e 2022".

"Na redação portuguesa da RFI serão oito os jornalistas estatutários, mas há estagiários e também correspondentes nos países africanos onde é emitido. Mas é nos jornalistas estatutários [efetivos] que querem reduzir. Já ouvi falar em dois ou três, mas também em quatro", disse ao DN Luísa Semedo, que fala dos cortes na Cultura do Governo francês e que têm também reflexo no serviço público de informação.

"A RFI é uma referência para toda a comunidade portuguesa em França, é uma rádio com muita qualidade e sempre que há algo importante na comunidade os jornalistas estão presentes e temos acesso a várias informações, não só de França, como de Portugal e dos países africanos a que a rádio chega", diz a conselheira das comunidades portuguesas. "Não é a primeira vez que existe esta pressão, pelo que percebi a redação portuguesa já teve 15 jornalistas estatutários e agora só têm oito", acrescenta Luísa Semedo.

"Todas as pessoas a quem contactei e falei sobre a petição disseram logo que queriam assinar. Vamos continuar a fazer pressão para que esta redução não aconteça", disse ainda a conselheira.

Leia o texto da petição:

"É com profunda inquietude que assistimos ao plano de redução dos recursos humanos da RFI em português. Este plano de redução põe em risco a perenidade desta redação que há anos informa, através da prática de um jornalismo de alta qualidade, os países de expressão portuguesa. Para além da importância para a democracia, a liberdade e a cidadania que reveste o exercício do jornalismo em geral, neste caso em particular está também em causa a relação cultural, social e económica entre os povos a nível internacional. A RFI é uma mais valia para França e para as Comunidades de expressão portuguesa em França e no mundo. Não é o momento para proceder a uma redução ou extinção destes meios de comunicação, mas sim de os conservar e expandir".

RFI tem 88 anos e emite para 18 países

A Rádio França Internacional (em francês Radio France Internationale), também conhecida como RFI, é uma rádio pública francesa de emissão no estrangeiro. Nasceu em 1975, há 88 anos, e emite em dezoito idiomas. Mantém três sinais a nível mundial e filiais próprias em vários países, como o Brasil. Em 1996 inaugurou o seu site na internet (http://www.rfi.fr). Estima-se que as emissões da RFI cheguem a uma audiência de quarenta e quatro milhões de pessoas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG