Republicanos invadem depoimento à porta fechada do inquérito de impeachment

Cerca de 20 republicanos invadiram esta quarta-feira um depoimento à porta fechada no Comité de Inteligência da Câmara no âmbito do inquérito de destituição liderado pelos democratas

Cerca de duas dezenas de republicanos invadiram esta quarta-feira um depoimento que decorria à porta fechada no Comité de Inteligência da Câmara dos Estados Unidos, no âmbito do inquérito de destituição (impeachment) que decorre contra a presidência de Donald Trump e que está a ser liderado pelos democratas.

Os legisladores conservadores, liderados pelo deputado republicano Matt Gaetz, da Florida, entraram na sala e exigiram que fossem autorizados a assistir ao depoimento, adianta a CNN .

Enquanto uma testemunha, a secretária assistente de defesa Laura Cooper, estava sentada para testemunhar, os republicanos entraram pelas três portas e gritaram com o presidente da Câmara de Inteligência, Adam Schiff, democrata da Califórnia. "Foi a coisa mais parecida que eu vi com um arrastão por aqui", disse fonte na sala à CNN.

Um dia antes, Donald Trump tinha comprado o inquérito de destituição a um linchamento. "Se algum dia um democrata se tornar presidente e os republicanos ganharem a Câmara dos Representantes, mesmo por uma margem escassa, eles podem destituir o presidente sem o processo devido ou justo ou qualquer disposição legal. Todos os republicanos devem recordar o que estão a testemunhar aqui - um linchamento. Mas nós vamos GANHAR!", escreveu no Twitter.

Exclusivos