Refugiado nigeriano de oito anos é agora o novo campeão de xadrez de Nova Iorque

Tani é o mais recente campeão de xadrez escolar, para a sua idade, de Nova Iorque. Fugiu com os pais ao Boko Haram e chegou a morar nas ruas de Nova Iorque. O xadrez abriu-lhe portas

Contra todas as probabilidades, Tanitoluwa Adewumi, ou Tani como prefere ser chamado, um jovem refugiado nigeriano que chegou a viver com a família nas ruas de Nova Iorque, tornou-se na passada semana, aos oito anos, o mais recente campeão de xadrez escolar de Nova Iorque. O feito é ainda mais impressionante pois Tani só aprendeu a jogar xadrez há um ano, quando chegou aos Estados Unidos.

Foram os ataques do grupo terrorista Boko Haram contra cristãos, que obrigaram Tani e a sua família a fugir do norte da Nigéria em 2017, disse o seu pai, Kayode Adewumi, à CNN.

Tani, os pais e o seu irmão mais velho chegaram a Nova Iorque há pouco mais de um ano e foram ajudados por um padre que os levou para uma casa de apoio a sem-abrigo. Pouco depois, o jovem de oito anos passou a frequentar uma escola em Manhattan, onde foi recrutado por Shawn Martinez para a equipa de xadrez. Aprendeu rapidamente. "É mais do que talento o que levou Tani à vitória sobre os seus colegas, é a sua dedicação. A maioria das crianças faz entre 50 e 100 quebra-cabeças por semana. Tani gosta de fazer 500", sublinhou Martinez.

Tani disse ao NY Times que aspirava ser o grande mestre de xadrez mais novo do mundo. "É um exemplo inspirador de como os desafios da vida não definem uma pessoa," disse a diretora da escola, Jane Hsu.

A mãe de Tani, Oluwatoyin Adewumi, não sabe jogar xadrez mas leva-o todos os sábados a uma sessão de treinos livres de três horas em Harlem e apoia-o nos torneios. O pai deixa-o usar o seu computador portátil todas as noites para praticar. E mesmo que a religião seja extremamente importante para a família, os pais deixam Tani faltar à missa quando precisa de participar num torneio, segundo o New York Times.

"Estamos muito felizes," assegurou o pai, acrescentando que agora Tani tem ainda "tem muitas competições pela frente". Para já, a GoFundMe angariou mais de 166 mil euros em apenas quatro dias para ajudar Tani e a sua família.

A família Adewumi já não é sem abrigo. Depois da vitória de Tani, foi-lhes oferecido um apartamento, segundo Russell Makofsky, responsável pelo programa de xadrez na escola.

A vitória de Tani foi celebrada no mundo inteiro. "Os refugiados enriquecem a nossa nação e o talento é universal, mesmo que a oportunidade não seja", escreveu Bill Clinton, ex-presidente dos Estados Unidos, nas redes sociais.

Já o presidente nigeriano, Muhammadu Buhari, não reconheceu o feito do jovem Tanitoluwa Adewumi.