Raúl Castro deixa presidência de Cuba em abril de 2018

Mandato do presidente, que terminava em fevereiro, foi prolongado mais dois meses

Raúl Castro vai deixar a presidência de Cuba em abril de 2018, avançam as agências internacionais, citando fonte oficial cubana.

Segundo a agência Reuters, o parlamento cubano aprovou esta quinta-feira uma proposta para estender a legislatura de Castro em dois meses, de fevereiro para abril, atrasando a transição para um novo presidente.

Castro já manifestou vontade de se afastar da liderança de Cuba, tendo sucedido em 2008 ao irmão, Fidel Castro, na presidência do país.

A Reuters cita o jornal estatal Juventud Rebelde, que escreve que o atraso na saída de Raúl Castro se deve aos estragos provocados pelo furacão Irma, que devastou partes importantes da ilha no passado mês de setembro.

Cuba já tinha atrasado um mês as eleições nos municípios, que estavam previstas para outubro.

Exclusivos

Premium

Vida e Futuro

Formar médicos no privado? Nem a Católica passa no exame

Abertura de um novo curso de Medicina numa instituição superior privada volta a ser chumbada, mantendo o ensino restrito a sete universidades públicas que neste ano abriram 1441 vagas. O país está a formar médicos suficientes ou o número tem de aumentar? Ordem diz que não há falta de médicos, governo sustenta que "há necessidade de formação de um maior número" de profissionais.