Quer mergulhar até ao Titanic? Em breve vai poder

Em 2018 arrancam as "visitas guiadas" aos destroços do navio afundado no oceano Atlântico.

Quase 105 anos depois de o Titanic se der afundado no oceano Atlântico na sua viagem inaugural, os turistas vão poder mergulhar e explorar os destroços do navio. A partir de maio de 2018, a empresa londrina Blue Marble Private vai organizar expedições ao Titanic, a gigante embarcação de luxo que a 14 de Abril de 1912, pouco antes da meia-noite, embateu num icebergue no Atlântico Norte. Duas horas depois o navio estava já a repousar no fundo do oceano. O acidente causou cerca de 1500 mortos.

As visitas ao Titanic serão limitadas, explica a agência na sua página na Internet. Apenas 9 pessoas de cada vez poderão participar nesta aventura que, segundo a CNN, vai custar 105 129 dólares por pessoa (88 600 euros) - o que, segundo a Blue Marble Private, será mais ou menos o equivalente ao preço de bilhete para a viagem real no Titanic em primeira classe, de Southampton (Inglaterra) até Nova Iorque (EUA). A CNN afirma que a primeira expedição já está cheia.

Neste caso, a viagem começa em Newfoundland, na costa do Canadá. As expedições podem ter até 10 dias,. Entre o terceiro e sexto dia, três passageiros de cada vez poderão então entrar no submersível e visitar os destroços. Os exploradores mergulham até 4 mil metros de profundidade numa cápsula de titânio e fibra de carbono, acompanhados por especialistas. Serão três horas no fundo do mar a explorar o que resta do navio afundado em 1912. Para além do mergulho, a viagem inclui aulas de mergulho e outras atividades no mar.

Para além desta empresa, outra agência de Los Angeles, a Bluefish, também está a planear expedições ao Titanic a partir do próximo ano, mas ainda não revelou as datas nem os preços das mesmas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG