Quatro pescadores andaram um mês à deriva no mar

Um avião de patrulha avistou os homens numa pequena embarcação

A marinha mexicana anunciou ter resgatado na costa de Chiapas, no sudeste do país, quatro pescadores do Equador e da Colômbia que afirmaram ter passado um mês à deriva no mar.

O resgate aconteceu no sábado, a 260 quilómetros a sudoeste do porto de Chiapas. Na noite anterior, um avião de patrulha avistou "uma pequena embarcação à deriva com quatro pessoas a bordo, que agitavam os braços a pedir ajuda", explicou a marinha mexicana num comunicado.

O navio de patrulha oceânica partiu em seguida para resgatar o barco e os seus ocupantes, dois equatorianos - de 26 e 42 anos - e dois colombianos - de 28 e 34 anos.

"Os náufragos contaram que deixaram o porto de Esmeraldas, no Equador, a 24 de setembro e que se perderam em alto mar quando estavam a pescar", referiu a nota.

O barco ficou à deriva "a partir de 01 de outubro, quando tentavam voltar ao porto no Equador e o combustível da embarcação acabou", indo parar em águas mexicanas.

Os pescadores receberam cuidados médicos, água e comida, estando em estado de "desidratação, após 30 dias em alto mar".

Os quatro homens já foram transferidos para o Instituto Nacional da Migração, em Tachapula, no estado de Chiapas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG