Pyongyang avisa Trump para evitar "atitudes irresponsáveis"

E avisa que as declarações controversas de Trump são suscetíveis de provocar "um desastre nuclear no continente americano"

A Coreia do Norte avisou hoje Donald Trump para se abster de qualquer "ato irresponsável", no primeiro dia de uma viagem do Presidente norte-americano à Ásia, dominada pelas ameaças nucleares norte-coreanas.

Rodong Sinmun, o jornal do partido único no poder na Coreia do Norte, noticiou que certos norte-americanos defendem a destituição de Donald Trump e que as suas declarações controversas são suscetíveis de provocar "um desastre nuclear no continente americano".

O Presidente norte-americano, acrescenta o jornal, é "espiritualmente instável".

Em Tóquio, Trump preveniu, sem mencionar o país, que "nenhum ditador" deve subestimar "a determinação da América"

O titular da Casa Branca tem-se envolvido numa espiral de ameaças belicistas e de insultos pessoais com o dirigente norte-coreano Kim Jong-Un. Perante a assembleia geral da ONU, Trump ameaçou mesmo "destruir completamente" o regime.

O Rodong Sinmun evocou o senador republicano Bob Corker, que preside à Comissão dos Negócios Estrangeiros, bem como outras personalidades norte-americanas, reportando que acusam Donald Trump de agravar, sem razão, as tensões com a Coreia do Norte.

As tensões subiram de tom após o sexto ensaio nuclear realizado em setembro pela Coreia do Norte. O país multiplicou igualmente os disparos de mísseis, afirmando ser capaz de alcançar com fogo nuclear o continente americano.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG