PSOE propõe apoio especial aos afetados pelos fogos na Grã Canária

Incêndio teve início no sábado e já é considerado um dos maiores desastres florestais dos últimos anos, em Espanha.

Os socialistas espanhóis vão pedir ao Senado que aprove a declaração institucional de apoio a vítimas do incêndio na Grã Canária que destruiu 10 mil hectares e obrigou a retirar das suas casas mais de nove mil pessoas.

Através de um comunicado, o PSOE refere que "como primeira medida" vai pedir à Câmara Alta do Senado que aprove na próxima sessão uma iniciativa de apoio aos afetados "de um dos maiores desastres florestais dos últimos anos", em Espanha. O PSOE defende igualmente que a mesma "declaração institucional" venha a abranger também os afetados pelos restantes incêndios que se registam em todo o país durante o verão.

O mesmo comunicado sublinha que o grupo parlamentar socialista da Grã Canária considera "enormes" os danos materiais que afetaram igualmente o meio ambiente. O incêndio florestal na Grã Canária destruiu desde sábado 10 mil hectares num perímetro de 112 quilómetros e encontra-se "estabilizado" neste momento sendo que as pessoas que foram retiradas do local podem regressar às respetivas casas.

Na noite de terça-feira estiveram envolvidos no combate às chamas mais de 400 bombeiros.

Exclusivos