Professora sorri para a foto da polícia depois de ter sexo com aluno menor

Entregou-se às autoridades horas depois de celebrar o seu aniversário com o marido

Sarah Fowlkes, de 27 anos, professora numa escola em Lockhart, no Texas, pode enfrentar uma pena até 20 anos de prisão depois de ter sexo com um aluno de 17 anos.

Depois de ser emitido um mandado de detenção, a professora de biologia, que foi imediatamente suspensa do seu cargo, entregou-se algumas horas depois de festejar o seu aniversário com o marido.

Além do caso em si, Sarah está a tornar-se viral na web devido à sua atitude depois de ser detida. Na sua "mugshot" (fotografia tirada na esquadra) sorriu, ao invés de mostrar um semblante mais carregado ou conformado.

De acordo com o Telegraph, as autoridades encontraram mensagens de cariz sexual trocadas entre a professora e o jovem de 17 anos.

Nos Texas, é crime uma pessoa maior de idade manter relações sexuais com uma menor de 18 anos, não sendo considerado o consentimento como condição despenalizadora.

Segundo o Telegraph, um caso deste género, entre um docente e um estudante, é mesmo um crime de segundo grau, que pode ser punível com uma pena até 20 anos de cadeia.

O Houston Chronicle diz que foi um administrador da escola que contactou as autoridades e as informou sobre uma relação inapropriada entre um aluno e um professor.

"Os pais confiam-nos as suas crianças todos os dias e isso é algo que não levamos de forma ligeira", afirmou a superintendente Susan Bohn. "A segurança dos estudantes é a prioridade mais importante. Não vamos tolerar qualquer comunicação ou contacto impróprio entre alunos e professores", acrescentou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG