Procuradores oferecem 10 mil euros por informações sobre agressões sexuais de Colónia

Medida pretende conseguir chegar a um maior número de suspeitos do incidente da noite da Passagem de Ano, em Colónia, no estado federado da Renânia do Norte-Vestefália.

Segundo a Reuters, os procuradores estão a oferecer uma recompensa de 10 mil euros por informações, numa tentativa de identificar e encontrar suspeitos de envolvimento nos ataques. Segundo o governo regional da Renânia do Norte-Vestefália, a que pertence Colónia, a maioria dos atacantes da noite de Ano Novo eram de origem árabe ou de países do Norte de África.

Entretanto, surgiram relatos de episódios semelhantes no resto do país e, até agora, há notícia de mais de seis centenas de queixas em várias cidades da Alemanha.

Até ao momento, segundo a procuradoria de Colónia, as autoridades conseguiram identificar 32 suspeitos, 22 dos quais tinham submetido um pedido de asilo na Alemanha.

O envolvimento de migrantes e refugiados neste tipo de incidentes levou a opinião pública alemã a pôr em causa a política de portas abertas praticada pelo governo federal da chanceler Angela Merkel. Face a essa pressão, bem como ao aproveitamento que está a ser feito pela extrema-direita, o governo de grande coligação CDU/CSU-SPD vai apresentar novas leis para acelerar a expulsão de refugiados condenados.

Com Reuters

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG