Primeiro-ministro japonês visita Teerão para tentar mediar conflito Irão/EUA

Shinzo Abe viaja entre 12 e 14 de junho a Teerão, na primeira visita em 41 anos de um chefe do governo nipónico ao país.

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, viaja para Teerão a 12 de junho para tentar mediar o conflito entre o Irão e os Estados Unidos, informou esta quinta-feira o Governo nipónico.

A visita de Abe ao Irão foi um dos temas discutidos com o presidente norte-americano, quando Donald Trump esteve em Tóquio, em maio.

As datas da visita a Teerão do primeiro-ministro japonês, entre 12 e 14 de junho, foram avançadas pelo porta-voz do Governo, Yasutoshi Nishimura, numa reunião de uma comissão da Câmara dos Representantes.

Esta é a primeira visita em 41 anos que um chefe de governo nipónico faz a Teerão, depois daquela protagonizada em 1978 por Takeo Fukuda.

Abe deve encontrar-se com o líder supremo do Irão, o ayatollah Ali Khamenei, e com o presidente iraniano, Hassan Rohani, de acordo com a mesma fonte oficial.

No final de maio, Trump sublinhou em Tóquio o "bom relacionamento" do primeiro-ministro com os responsáveis iranianos.

"Eu sei que o primeiro-ministro [japonês] é muito próximo dos líderes do Irão. Vamos ver o que acontece. Ninguém quer ver coisas terríveis acontecerem, especialmente eu", afirmou, numa alusão à crescente tensão entre os dois países, na sequência da saída de Washington do acordo nuclear assinado em 2015.

Exclusivos