Português detido quando seguia a 212 km/hora sob efeito de drogas

Após o BMW ter sido detetado por um radar, um teste ao português de 35 anos deu positivo - conduzia sob o efeito de anfetaminas e canabis. Arrisca até meio de ano de prisão.

Um condutor português foi detido pela Guarda Civil espanhol, em Ourense, na Galiza, por seguir num BMW Serie 1 a uma velocidade de 212 km/hora e por ter dado positivo no teste a substâncias estupefacientes. Acusou a presença no organismo de anfetaminas e THC, a principal substância psicoativa encontrada no canabis.

De acordo com a Guarda Civil, a interceção ocorreu sábado no município de A Mezquita, após um dispositivo de controlo de velocidade instalado na rodovia A-52 o detetar, e o veículo circulava com placas de matrícula temporárias da Holanda.

O condutor, identificado pela polícia espanhola pela iniciais "JMSB de 35 anos e nacionalidade portuguesa", apresentou de seguida resultados positivos no teste de estupefacientes, especificamente em THC e anfetaminas.

A Guarda Civil aponta que o condutor excedia "em mais de 80 quilómetros por hora" a velocidade permitida. Como não tem residência em território espanhol, os agentes efetuaram a sua detenção como autor de um crime contra a segurança rodoviária.

Por estes factos, o homem enfrenta uma pena de três a seis meses de prisão ou multa de seis a doze meses, que podem ser substituídas por trabalhos em benefício da comunidade, além da privação do direito de dirigir veículos motorizados e ciclomotores por tempo superior a um e até quatro anos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG