Político bávaro envia a Merkel autocarro cheio de refugiados

Veículos com 31 refugiados a bordo fez viagem de 550 km até Berlim.

Irritado com Angela Merkel, um politico da Baviera enviou um autocarro com dezenas de refugiados para o gabinete da chanceler alemã em Berlim, num protesto contra a politica de portas abertas adotada pelo governo federal. Peter Dried admitiu ter noção que Merkel não estaria presente para receber o autocarro de refugiados

Um porta voz de Peter Dreir, líder politico do distrito de Landshut, confirmou à Reuters que um autocarro com 31 refugiados tinha iniciado a viagem de 550 quilómetros até Berlim e teria chegada prevista para ontem tarde. Relatos indicam que Dreir estará a agir de acordo com uma ameaça feita a Merkel no ano passado, numa chamada telefónica. O jornal alemão Die Welt citou o político a ameaçar a chanceler: "Se a Alemanha receber 1 milhão de refugiados isso indica que 1800 virão para o meu distrito. Esse número, aceito, os restantes irei enviar para o seu gabinete".

De acordo com outro jornal alemão, o The Local, a chanceler terá respondido " Se me enviar refugiados, terei que encaminhá-los de volta para a Grécia mas eles eventualmente regressarão, pelos seus próprios meios, para si".

Segundo os media alemães, os refugiados terão concordado em participar na iniciativa.

Dried, que não estava disponível para comentar o assunto, representa o Freie Waehler, um grupo local de políticos conservadores que fazem campanha principalmente em assuntos de interesse regional. O governo da Baviera, da CSU, a irmã bávara da CDU de Merkel, não apoia a política da chanceler no que toca aos refugiados e o ministro-chefe do estado, Horst Seehofer, já ameaçou avançar com uma queixa constitucional contra o governo. A região é o principal ponto de entrada de refugiados na Alemanha.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG