Polícia deteve 160 pessoas e arrestou bens da máfia calabresa

A rede tinha ramificações em diferentes regiões italianas e na Alemanha

A polícia italiana anunciou hoje uma vasta operação contra a Ndrangheta, a máfia calabresa, que resultou na prisão de 160 pessoas e no arresto de bens em Itália e na Alemanha num total de 50 milhões de euros.

As investigações realizadas pela Direção Anti-máfia de Catanzaro, na Calábria, revelaram infiltrações em áreas que vão "desde produtos vinícolas até à coleta de lixo, passando pelos serviços funerários, concursos públicos e uma estreita rede de conivência por parte de funcionários públicos", explicaram, num comunicado, os carabineiros.

A rede tinha ramificações em diferentes regiões italianas e, inclusivamente, em Hesse e Baden-Württemberg, na Alemanha, acrescentaram.

De acordo com os meios de comunicação italianos, a rede também beneficiou da receção de imigrantes, do setor turístico e das 'slot machines'.

Segundo os media, cerca de dez autarcas ou eleitos locais italianos estão entre as pessoas detidas nesta operação.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG