Desmantelada rede de tráfico de enguias-de-vidro

A Guardia Civil deteve dez pessoas e apreendeu mais de 5 mil quilos de enguias prontas a despachar para a Ásia

A polícia espanhola desmantelou hoje uma rede que exportava ilegalmente enguias-de-vidro, também conhecidas como enguia-bebé ou meixão, para a Ásia, que era dirigida por cidadãos chineses em Espanha e tinha ramificações em Portugal, onde a organização se queria também instalar.

Numa operação da Guardia Civil (correspondente à GNR portuguesa) realizada esta sexta-feira foram detidas dez pessoas - quatro de nacionalidade chinesa, três espanhola e três marroquina - e feitas buscas em edifícios nas regiões espanholas das Astúrias e Cádiz, onde foram apreendidas 364 embalagens prontas para transportar para a China mais de 5.000 quilos de enguias-de-vidro.

Este pequeno animal tem cerca de oito centímetros de comprimento e calcula-se que o lucro por cada quilo exportado pode ir até os 7.500 euros.

O anúncio do desmantelamento da rede foi feito pela Guardia Civil, numa conferência de imprensa esta manhã onde, segundo a agência espanhola Efe, estavam também representantes da Europol (polícia europeia), que coordenou a operação, e da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) de Portugal.

Segundo foi explicado, a intervenção da polícia espanhola obrigou o grupo a montar uma base provisória no Porto, tendo vários envios sido intercetados nos aeroportos desta cidade e ainda de Lisboa e de Faro.

As enguias são muito apreciadas na Ásia e em particular na China, Hong-Kong e Coreia do Sul.

Depois de operações realizadas pela polícia portuguesa, a rede transferiu novamente a sua atividade de preparação dos envios para Algeciras (sul de Espanha), tendo a polícia espanhola decidido intervir depois da apreensão de 65 quilos de enguias-de-vidro em Tarifa e de 129 quilos que estavam a ser transferido para Marrocos num camião.

Segundo dados de várias entidades, saem por ano de forma ilegal da Europa cerca de 100 toneladas de enguias-de-vidro.

A Efe também refere que o inspetor da ASAE, Hugo Alexandre Matos, fez uma exposição sobre as ações realizadas em Portugal, onde esta temporada já foram apreendidas cerca de uma tonelada destas enguias e detidas 28 pessoas.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG