Piloto de avião despedido depois de apanhado alcoolizado

As imagens captadas pelas câmaras de vigilância no aeroporto mostram o piloto a cambalear e com sinais de excesso de álcool

Uma companhia aérea indonésia despediu um piloto depois de imagens das câmaras de vigilância do aeroporto terem mostrado indícios de que este estava alcoolizado. Dois dos administradores da Citilink também renunciaram ao cargo depois do incidente.

O piloto preparava-se para mais uma viagem, na quarta-feira, desde Surabaya, a segunda maior cidade da Indonésia, para Jacarta, a capital. Mas os passageiros suspeitaram que algo de errado se passava quando ouviram os anúncios enrolados vindo do cockpit, tendo alguns deles saído do avião e outros exigido a substituição do piloto, conta a Associated Press citada pelo jornal The Guardian.

A Citilink procedeu à substituição do piloto e o avião fez o percurso com os 150 passageiros a bordo.

"O piloto cometeu sérias violações aos procedimentos standard, que colocaram em risco os passageiros", disse o presidente da companhia Albert Burhan, que está demissionário. "Pedimos desculpa pelo incómodo. Tenho de ser responsabilizado e por isso eu e o meu diretor de produção demitimo-nos", afirmou.

Num primeiro momento, a companhia negou que o piloto estivesse alcoolizado, garantindo que os testes de despistagem de álcool e drogas haviam dado negativo.

O piloto está sob investigação, tendo sido impedido de voar até o processo estar concluído. Caso se comprove que estava sob o efeito de álcool ou drogas, poderá perder a licença.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG