Personagens dos Simpsons passam a ser representadas por actores das suas etnias

Os Simpsons vão deixar de ter atores caucasianos a dobrar as personagens de outras etnias. A medida é anunciada após críticas à forma como trata algumas personagens e a onda de protestos contra o racismo nos EUA.

As vozes das personagens da série de animação Simpsons vão deixar de ser feitas por atores que não sejam da respetiva etnia. A medida, anunciada esta sexta-feira pela FOX, a produtora, acontece no meio de um amplo debate sobre a cultura pop americana e o domínio dos atores caucasianos mesmo quando representam pessoas com outras origens, A prática tem sido apontada como uma manifestação de racismo, e os protestos subiram de tom após a morte de George Floyd

"'Os Simpsons' não terão mais atores brancos a interpretar personagens não brancos", anunciaram, em comunicado, os produtores da série. Uma das personagens em causa é o indiano da loja de conveniência Apu, que foi dobrado pelo ator Hank Azaria.

Segundo o The Guardian , Azaria já tinha dito no início deste ano que não voltaria a interpretar o personagem de Apu, que foi criticada por dar um retrato negativo dos indianos nos EUA. Hank Azaria também dobrou o policia negro Lou e o mexicano-americano Bumblebee Man. O ator branco Harry Shearer interpretou o Dr. Hibbert, que é negro.

A produtora não revela se Apu ou os outros personagens permanecerão na série.

Os Simpson são o programa mais antigo da televisão norte-americana, há mais de 30 anos no ar. Vai na 31.ª temporada e o seu núcleo familiar - Homer, Marge e os filhos Bart, Lisa e Maggie - tem feito as delícias de telespetadores de todo o mundo. A série é distribuída em mais de 100 países.

A primeira aparição de Apu aconteceu num episódio da primeira temporada, The Telltale Head, EUA, com o slogan: "Obrigado, volte sempre". As críticas à personagem aumentaram em 2017 com o lançamento de um documentário do comediante Hari Kondabolu, The Problem With Apu.

Kondabolu argumentou que Apu apresentava um estereótipo negativo de pessoas do sul da Ásia. A reação inicial da FOX foi bastante criticada e, este ano, Azaria anunciou que ia deixar o papel polémico. "Acho que o mais importante é ouvir o povo indiano e sua experiência", disse a Stephen Colbert no The Late Show.

Outros atores caucasianos, incluindo Mike Henry, da série animada Family Guy e Kristen Bell, do Central Park, também recusaram fazer essas dobragens,

"Foi uma honra interpretar o Cleveland da "Family Guy" 20 anos. Amo a personagem, mas personagens de cor devem ser interpretadas por pessoas de cor, portanto, vou deixar o papel", disse Henry no Twitter.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG