Pelo menos 18 mortos e 16 feridos em tiroteio numa prisão nas Honduras

Tiroteio na prisão de Tela, cidade portuária no noroeste das Honduras, a 200 quilómetros da capital Tegucigalpa, ocorreu na noite de sexta-feira. Os motivos ainda não se conhecem

Primeiro, a administração da prisão relatou apenas três mortes, mas o número de vítimas aumentou rapidamente para os 18 mortos e 16 feridos. Mas na manhã de sábado as autoridades forneceram apenas uma lista nominal de 14 mortos e 15 feridos.

O Presidente das Honduras, Juan Orlando Hernández, sublinhou na terça-feira a necessidade de conter a onda de assassínios nas prisões e ordenou que polícias e militares assumissem o controlo total dos 27 estabelecimentos do país, onde estão mais 21 mil detidos.

As declarações do presidente surgem na sequência dos primeiros tiroteios em vários estabelecimentos prisionais que ocorreram no início desta semana.

Mas na noite de sexta-feira, os militares ainda não tinham assumido o controlo do centro prisional de Tela. A decisão presidencial foi tomada após o assassínio, em 14 de dezembro, de cinco membros do gangue Mara Salvatrucha (MS-13) na prisão de alta segurança de La Tolva, a cerca de 40 quilómetros da capital Tegucigalpa.

No dia anterior, Pedro Idelfonso Armas, diretor da principal prisão de alta segurança do país, El Pozo, em Santa Bárbara (oeste do país), tinha sido morto a tiro.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG