Pedidos de asilo de venezuelanos cresceram 110% no norte do Brasil

Além dos pedidos legais, a polícia informou que também houve um aumento no número de venezuelanos em situação ilegal

O número de pedidos de asilo de venezuelanos no Estado de Roraima, região norte do Brasil, cresceu 110% nos primeiros sete meses deste ano, segundo informações da Polícia Federal publicadas pelo portal de notícias brasileiro "G1".

Este ano já foram apresentados 493 pedidos, mais do que os 234 registados ao longo de todo o ano de 2015.

Alan Robson, delegado da Polícia Federal, disse que os venezuelanos que entram em Roraima procuram legalizar-se no país através de pedidos de asilo.

Além dos pedidos legais, a Polícia Federal informou que também houve um aumento no número de venezuelanos em situação ilegal em Roraima, tanto que nos últimos 12 meses, mais de 300 venezuelanos acabaram sendo deportados.

"Não temos o número exato de venezuelanos que estão de forma ilegal no Estado, mas exercemos um contínuo trabalho com dados, inteligência, denúncias de populares e contacto com autoridades de outros países para acompanhar esse fluxo migratório", disse Alan Robson.

A maioria dos venezuelanos que entram no Brasil legal ou ilegalmente alegam que procuram novas oportunidades de trabalho e que decidiram sair da Venezuela para fugir da crise económica.

O Estado de Roraima, que faz fronteira com a Venezuela, tem sido o ponto de entrada dos cidadãos venezuelanos no país.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG