Partido de Orbán perde Budapeste nas municipais húngaras

O partido nacional conservador do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, foi derrotado nas eleições municipais em Budapeste.

O partido do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, foi derrotado este domingo nas eleições municipais em Budapeste, com a câmara municipal da capital a ser conquistada pelo candidato da oposição, o liberal Gergely Karacsony, segundo os resultados parciais.

Com 68% dos boletins de votos escrutinados, o opositor Gergely Karacsony conseguiu uma votação de 50,1% contra os 44,8% registados pelo candidato do partido Fidesz de Orbán, Istvan Tarlos, que liderava a câmara de Budapeste desde 2010.

Um porta-voz de Gergely Karacsony, citado pela agência noticiosa francesa France Presse (AFP), avançou que Istvan Tarlos já tinha contactado o adversário político para o felicitar pela vitória.

De acordo com os resultados parciais das eleições municipais que hoje decorreram na Hungria, a oposição também estava a liderar em outras grandes cidades do país, enquanto o Fidesz deverá conservar o poder autárquico num grande número de pequenas cidades.

Para estas eleições municipais, a conquista da capital Budapeste era o objetivo mais ambicioso dos adversários de Viktor Orbán, cujo partido domina a cena política húngara há 10 anos.

Viktor Orbán está no poder desde 2010 e foi reeleito, por larga margem, para um terceiro mandato na primavera de 2018.

A vitória de Gergely Karacsony em Budapeste é encarada como o primeiro sucesso significativo da oposição húngara e a primeira derrota eleitoral de Orbán em uma década.

Esta eleição também é vista como um teste à estratégia de uma aliança sem precedentes dos partidos da oposição húngara, que se uniram em Budapeste e em outras cidades com a apresentação de um candidato comum.

Exclusivos