Parte do nordeste vai ficar mais fria que Marte

Temperaturas desceram até níveis que não existem atualmente no planeta vermelho

O frio nos Estados Unidos é tanto que até já nevou na costa sudeste, como por exemplo na Flórida, onde não nevava há quase 30 anos. Mas os próximos dias têm tudo para ser pior, pois tudo indica mesmo que parte do nordeste norte-americano irá ficar mais frio que Marte na atualidade, de acordo com os relatos meteorológicos naquele país do outro lado do Atlântico.

A tempestade que está a assolar os Estados Unidos vai assim atingir o seu pico neste final da semana, quando a neve chegar aos 30 centímetros de altura e com ventos muito fortes, que fará então de partes do nordeste mais frias que o planeta Marte, com alguns locais a tocarem nos -35 graus. Atualmente em Marte a temperatura rondará os -16º.

A temperatura do ar em Marte é em média de 60 graus negativos, mas no inverno, nos polos, pode chegar aos 125 negativos. No verão, durante o dia, o termómetro pode chegar aos 20 graus mas à noite pode descer até aos 70 negativos.

Comparativamente, por exemplo, com as temperaturas 'recorde' do ano passado, as mesmas, nestes locais dos Estados Unidos, não passaram dos -28º.

Os meteorologistas alertaram que a tempestade poderá em breve intensificar-se e transformar-se num "furacão bombástico", à medida que se desloca pela costa leste acima, levando consigo ventos ciclónicos, inundações na área costeira, devido a vagas com mais de sete metros, e mais de 30 centímetros de altura de neve, até chegar, na quinta-feira, à região das cidades de Boston e Nova Iorque, onde deverá igualmente registar-se queda de neve.

Cidades como Boston, Filadélfia, Nova Iorque e Pittsburgh estão sob alerta vermelho e há ordens dos governos locais para as pessoas não saírem das suas casas, sendo que as principais escolas estão já fechadas.

Para precaverem os próximos dias, milhares de pessoas já esgotaram também o stock de alguns estabelecimentos comerciais, que agora não conseguem repor os mesmos devido aos cortes nas estadas.

Até ao momento, refira-se, já se registaram 12 mortes na presente semana, seis no Wisconsin, quatro no Texas e outras duas na Dakota do Norte e Missouri.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG