Parlamento Britânico impede deputados de contratarem familiares

Novas regras pretendem evitar situações como as que ocorrem em França, nomeadamente com François Fillon

Os deputados britânicos que contratarem familiares ou sócios empresariais passam a ser expulsos do Parlamento, de acordo com as novas regras anunciadas hoje em Londres e que pretendem evitar situações como as que ocorrem em França.

A entidade que regula o código de procedimentos dos deputados britânicos, Independent Parliamentary Standards Authorithy (IPSA, na sigla em inglês) refere que o emprego de pessoas "próximas" dos deputados não corresponde aos padrões atuais de contratação.

"Nós pensamos que o emprego de 'próximos' não corresponde às práticas de contratação modernas que visam um recrutamento justo e aberto no sentido de promover a diversidade" afirmou a presidente da IPSA, Ruth Evans.

Em França, o candidato de direita às eleições presidenciais, François Fillon, está envolvido num processo de alegada criação de empregos fictícios a membros da própria família, ligados a atividades políticas públicas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG