Papa Francisco marca presença no funeral de Cardeal envolvido em escândalo de pedofilia

O cardeal Bernard Law, antigo arcebispo de Boston, foi acusado de encobrir casos de abusos sexuais de menores envolvendo o clero

O Papa Francisco vai estar presente no funeral do cardeal Bernard Law, que morreu na terça-feira aos 86 anos, 15 anos depois de ter renunciado ao cargo de arcebispo de Boston na sequência de um escândalo de pedofilia que abalou a igreja nos Estados Unidos.

De acordo com a CNN, o cardeal, que foi acusado em 2002 de encobrir casos de abusos sexuais de menores envolvendo o clero, terá um funeral com honras de Vaticano, na basílica de São Pedro, esta quinta-feira.

Bernard Law, que tem estado doente e foi recentemente hospitalizado em Roma, chegou a ser um dos mais importantes líderes da Igreja Católica nos Estados Unidos.

O cardeal caiu em desgraça em 2002, depois de o jornal The Boston Globe ter publicado uma série de artigos, com base em registos da igreja, revelando que não tomou medidas contra os sacerdotes que tinham sido denunciados reiteradamente por abusos sexuais, limitando-se a transferi-los de paróquia durante anos, sem alertar os pais das crianças ou a polícia.

Inicialmente, Bernard Law tentou controlar o crescente escândalo no seio da própria arquidiocese.

Primeiro recusou comentar, depois pediu desculpa e prometeu uma reforma.

Contudo, centenas de outros registos da igreja vieram a público descrevendo como Bernard Law e outros membros do clero estavam mais preocupados com os sacerdotes acusados do que com as vítimas de abusos.

No meio da revolta contra o cardeal, que incluiu raras repreensões públicas por parte de alguns dos padres da sua diocese, Bernard Law apresentou a sua demissão ao papa João Paulo II, que a aceitou, em 13 de dezembro de 2002.

Logo após estalar o escândalo, em que Bernard Law foi acusado de manter em funções dezenas de padres com antecedentes pedófilos conhecidos, foram interpostos perto de 500 processos contra dezenas de padres e por negligência contra a arquidiocese de Boston.

A queda em desgraça de Bernard Law foi brutal e figurou como um raro passo para a igreja, que resiste profundamente à pressão pública, mas que não podia mais fazê-lo atendendo à dimensão da crise.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG