"Vai em frente e que Deus te abençoe", disse o Papa a Greta, a jovem sueca que luta pelo clima

Greta Thunberg, a sueca de 16 anos que está na origem da greve pelas alterações climáticas, é recebida esta quinta-feira no Senado italiano e, amanhã, vai conduzir a manifestação estudantil na Piazza del Popolo, em Roma.

O Papa Francisco encontrou-se esta quarta-feira, por alguns minutos, com a jovem ativista sueca contra as alterações climáticas, Greta Thunberg, durante a audiência geral na praça de São Pedro, incentivando-a na sua ação em defesa do ambiente.

"Vá em frente", disse o papa Francisco à jovem sueca de 16 anos.

Greta Thunberg, que transformou a sua greve na escola num movimento internacional para exigir medidas governamentais contra a mudança climática, esteve na audiência geral realizada na Praça de São Pedro, por ocasião de sua visita a Roma onde participará na sexta-feira numa manifestação associada à sua iniciativa "sexta-feira para o futuro".

No final, como de costume, Francisco foi para a área da Praça de São Pedro, onde estão dezenas de pessoas para recebê-los e onde também se sentou Greta acompanhada pelo seu pai, Svante Thunberg.

Um porta-voz apresentou a ativista ao Papa, com quem trocou algumas palavras e a quem mostrou uma pequena placa com a mensagem: "Junte-se à greve climática".

No breve encontro o papa ouviu a jovem sobre a sua iniciativa e, em seguida, encorajou-a com um: "Vá em frente" e "Deus te abençoe".

Como de costume também pediu que orasse por ele.

O Papa Francisco é uma das personalidades que tem alertado para a necessidade de defesa do meio ambiente como é evidenciado pela sua encíclica "Laudato si" que se tornou num manifesto ambientalista.

Greta Thunberg chegou a Roma, na quarta-feira de manhã, depois de na terça-feira ter instado o comité ambiental do Parlamento Europeu a tomar medidas imediatas contra este problema afirmando aos deputados que o futuro do planeta está nas suas mãos. Em lágrimas, pediu aos eurodeputados e aos líderes mundiais que se mobilizem para salvar o planeta com a mesma rapidez com que se mobilizaram para angariar dinheiro para reconstruir a Catedral de Notre-Dame.

A jovem será recebida esta quinta-feira pela presidente do Senado italiano, Maria Elisabetta Alberti Casellati, e na sexta-feira vai conduzir a manifestação estudantil na Piazza del Popolo, em Roma.

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.