Papa dá aos jovens terços feitos de oliveiras da Cisjordânia

Projeto levado a cabo por associação suíça e Cáritas de Jerusalém ajuda 300 famílias e jovens estudantes da Terra Santa. Papa pede que jovens rezem pela paz no mundo.

O Papa Francisco vai surpreender no domingo os jovens que o acompanham na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Panamá, ao oferecer-lhes um kit de peregrinação, do qual faz parte um terço, feito na Terra Santa, em Belém. Francisco irá pedir-lhes que rezem pela paz no mundo.

Ao Panamá chegaram um milhão de terços, depois de uma viagem de mais de 12 mil quilómetros, que podem ser usados como se fossem uma pulseira. De um lado lê-se Belém, do outro JMJ 2019.

Francisco, que anunciará neste domingo a próxima cidade a receber a JMJ de 2022, pedirá aos jovens que ergam o seu Terço de Belém para assumirem o compromisso de rezarem pela paz.

Segundo a organização da JMJ no Panamá, que termina este domingo, o projeto que levou à produção destes terços, o AVEJMJ, foi pensado pela Associação Suíça de Saint-Jean-Marie Vianney de Lausanne e Cáritas de Jerusalém. O projeto permitiu que 300 famílias daquela região tivessem emprego durante vários meses.

Daoud Fawadleh da Cáritas Jerusalém afirmou que o projeto "mudou a vida de muitas pessoas". Por exemplo, permitiu que jovens estudantes trabalhassem no verão, ganhando o necessário para custear os seus estudos. Por outro lado, "criou também oportunidades de trabalho para pessoas com deficiências ou necessidades especiais".

Os terços são de madeira de oliveiras podadas na Cisjordânia.

Vaticano lança App para ajudar os jovens a lidar com os temas da bioética

Chama-se 'A Chave para a Bioética' é a nova App que o Vaticano lançou para ajudar os crentes leigos neste tema da vida. A app foi apresentada no Panamá, na Jornada Mundial da Juventude, e tem como objetivo consciencializar e informar os jovens sobre este tema.

É a primeira vez que a Igreja cria uma App sobre bioética, mas tal tornou-se absolutamente necessária porque a ciência de hoje já + permite alcançar muita coisa. "A App é importante para mostrar que há valores, e que a ciência e a fé são perfeitamente compatíveis, sempre que a ciência se deixa guiar por estes valores", referiu no Panamá a professora Gabriella Gambino, vice-diretora do Departamento para os Leigos, a Família e a Vida, do Vaticano.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG