Os nomes de quem se fala para a Administração Trump

Há já uma lista de prováveis nomes para o futuro governo de Donald Trump. Espera-se que o presidente republicano recompense aqueles que permaneceram a seu lado durante a campanha.

Segundo o site americano Politico, os colaboradores mais próximos de Donald Trump têm vindo a preparar desde há meses uma lista de possíveis nomes para a futura Administração, sendo dado como certo que personalidades republicanas que se mostraram leais ao novo presidente quando muitas outras no partido o criticaram.

O facto de Trump não ter uma base política em Washington, irá produzir um governo eclético e controverso, escreve o Politico. Dados como certos os nomes do antigo presidente da Câmara de Nova Iorque, Rudy Giuliani, que esteve presente no discurso de vitória, e o governador de Nova Jérsia, Chris Christie, também presente e que foi dos poucos republicanos em funções de destaque a apoiar publicamente o milionário.

Para estes, estariam reservados "lugares de topo", segundo o Politico, mas que não seriam o de secretário de Estado, a segurança interna ou a Defesa. Para este último posto, é referido o nome do senador Jeff Sessions, outro apoiante acérrimo de Trump, enquanto para o Departamento de Estado se fala do senador Bob Corker, que preside atualmente à comissão de Relações Externas do Senado. Outro nome possível para este lugar é o de antigo presidente da Câmara dos Representantes, Newt Gingrich. O antigo embaixador dos EUA nas Nações Unidas, John Bolton.

Do lado das pastas económicas, fala-se de um membro do Goldaman Sachs, Steven Mnuchin, para o Tesouro. Para o Trabalho, foi citado o nome de Victoria Lipnic, comissária para a Igualdade de Oportunidades no Emprego, já considerada em 2012 pela campanha de Mitt Romney. Para o Comércio Internacional, que foi um dos grandes temas da campanha de Trump, este estaria a considerar os antigos governadores do Texas e do Arkansas, respetivamente, Rick Perry e Mike Huckabee, ambos candidatos nas primárias republicanas.

Finalmente, para o importante cargo de Procurador-Geral, responsável pelo Departamento de Justiça e que integra a Administração, é avançado o nome de Rudy Giuliani.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG