Oito a 16 anos de prisão para dirigentes de célula 'jihadista' belga

Acusação descreve a célula "jihadista" como os planeadores dos ataques a Paris a 13 de novembro de 2015

O tribunal correcional de Bruxelas sentenciou hoje a 16 e a oito anos de prisão quatro homens considerados os dirigentes da célula "jihadista" desmantelada em Verviers, na Bélgica, em janeiro de 2015.

Três dos condenados, Maruane El Bali, Suhaib El Abdi e Mohamed Arshad, vão cumprir 16 anos de prisão. O quarto, Omar Damache, foi condenado a oito anos.

A acusação descreveu a célula "jihadista" de Verviers como "o esboço" dos comandos que atacaram Paris, a 13 de novembro do último ano, matando 130 pessoas e ferindo mais de 350.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG