"Uma figura histórica de grandes feitos e grandes erros"

O Bloco de Esquerda saudou hoje a memória do líder cubano Fidel Castro, realçando os seus grandes feitos e os seus grandes erros, e transmite solidariedade ao "povo de Cuba independente".

"Fidel Castro foi uma das figuras mais importantes da história do século XX e líder de uma revolução vitoriosa", salienta o Bloco de Esquerda (BE), acrescentando que o político cubano "foi o autor, como figura histórica de grande importância, de grandes feitos e de grandes erros".

O histórico líder cubano, Fidel Castro, morreu na noite de sexta-feira, 25 de novembro, aos 90 anos, às 22:29 locais (03:29 de sábado em Portugal continental) e já foram várias as reações e condolências apresentadas por diversos líderes políticos mundiais.

Para o BE, a vida de Fidel Castro foi "experiência de libertação nacional, começada sem alinhamento e até em conflito com a ortodoxia soviética, e só mais tarde conformada com Moscovo e com o modelo de partido único".

"Ao longo de décadas, o criminoso bloqueio norte-americano e a permanente sabotagem económica criaram um clima de cerco que não só puniu as populações como rigidificou o regime e a sua burocracia", segundo o comunicado do secretariado da Comissão Política do Bloco.

Aponta ainda que Fidel Castro "tem também a seu crédito os feitos históricos que tornaram a revolução cubana num referencial para as lutas dos povos na América Latina e não só".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG