Obama promete falar de direitos humanos com Raúl Castro

O presidente americano vai a Cuba na próxima semana e irá reunir-se com o homólogo em Havana.

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que visita Havana na próxima semana, prometeu aos dissidentes abordar diretamente a questão dos direitos humanos com o Presidente cubano, Raul Castro, numa carta publicada no domingo.

Obama disse às Damas de Branco - um movimento de oposição fundado por viúvas e mulheres de dissidentes e presos políticos cubanos - compreender a sua luta, numa carta datada de 10 de março e publicada online pela organização três dias depois.

"Eu compreendo perfeitamente os obstáculos que os cubanos enfrentam no exercício dos seus direitos", escreveu Barack Obama.

"Os Estados Unidos acreditam que ninguém em Cuba ou em qualquer outro lugar deve enfrentar perseguição, detenção ou ataques físicos só porque está a exercer o direito universal de a sua voz ser ouvida", salientou o Presidente norte-americano.

"Como fiz no passado, vou levantar estas questões diretamente com o Presidente Castro", garantiu Obama na carta, cuja autenticidade foi confirmada pela Casa Branca à agência AFP.

Obama vai visitar Cuba entre 20 e 22 de março, a primeira visita de um Presidente dos Estados Unidos em exercício desde a de Calvin Coolidge, em 1928.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG