Obama diz que reacção à vitória do Brexit foi exagerada

Obama diz que depois da escolha dos britânicos os Estados Unidos não anteveem grandes mudanças como consequência

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou hoje que houve "um pouco de histeria" com a vitória do 'Brexit' no referendo britânico e considerou que é melhor "não exagerar" porque as consequências não serão catastróficas.

"Foi pressionado o botão de pausa do projeto europeu para uma integração completa", disse Obama numa entrevista à rádio pública norte-americana NPR.

"Eu não exageraria" o impacto de uma saída do Reino Unido da União Europeia, prosseguiu o presidente norte-americano, que antes do referendo de 23 de junho tomou claramente posição pela permanência do país na UE.

"Houve um pouco de histeria depois da votação, como se de alguma forma a NATO tivesse desaparecido, a aliança transatlântica se tivesse desfeito e cada país se encolhesse no seu canto. Não foi isso que aconteceu", disse.

Para Obama, o sentido de voto dos britânicos explica-se por uma UE "que estava a avançar provavelmente mais depressa do que devia" e "sem o consenso" necessário.

Os Estados Unidos "não antecipam grandes mudanças catastróficas como consequência" do 'Brexit'.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG