O resort nazi que nunca foi terminado vai ser transformado em hotel de luxo

A escala do projeto impressiona

Estava pensado para ser o maior resort do mundo, antes da era do turismo de massas, nos anos 30, mas nunca chegou a ser acabado. Agora está a ser recuperado e já há apartamentos à venda num complexo que tem também um hotel e um spa e que deverá ficar completo em 2022.

Foi em 1936 que Hitler ordenou a construção de um enorme complexo na ilha de Rügen, no Báltico, com capacidade para mais de 20 mil residentes, pensado para recompensar os trabalhadores ligados ao partido nazi - mas a construção parou com a eclosão da II Guerra Mundial e "Prora" ficou como uma má recordação, a degradar-se ao longo de décadas.

Mais de nove mil pessoas trabalharam na construção do empreendimento, que se estende ao longo de mais de quatro quilómetros, a poucos metros do mar Báltico. "As fotos não lhe fazem justiça. É demasiado grande", explica o historiador e guia Roger Moorhouse, citado pelo Business Insider.

Foi já este século que finalmente avançaram os planos para recuperar o complexo, com as obras a começarem em 2013.

Exclusivos