O aluno levou a filha bebé para a escola. O professor embalou-a na aula

Nathan Alexander, professor de Matemática em Atlanta, no estado norte-americano da Geórgia, garantiu que a bebé Assata se portou muito bem.

Quando Wayne Hayer chegou à escola com a filha Assata, o professor Nathan Alexander não hesitou. Pegou na bebé, colocou o marsupial e carregou-a junto a si durante os 50 minutos que durou a aula para que o pai da menina pudesse "tirar notas".

O professor de Morehouse, uma escola ainda 100% masculina - e historicamente reservada à comunidade negra e liberal - explicou ao Buzzfeed não ter filhos e ter ficado um pouco preocupado que a bebé Assata "começasse a chorar". Mas "correu muito bem. Ela portou-se bem".

O professor, de 34 anos, já tinha dito a Wayne Hayer que ele podia levar a filha para as aulas, após reparar que o aluno saia muitas vezes mais cedo para a ir buscar. Desta vez, Wayne não encontrou uma babysitter a tempo e acabou por seguir a sugestão.

Wayne Hayer "tem dois empregos, estuda, está envolvido nos programas da escola e é pai", explicou Nathan numa entrevista à CNN.

Elogiado pela sua postura, o professor explicou que se limitou a embalar a bebé e quando esta começou a adormecer até brincou sobre os poderes soporíferos das suas aulas.

A imagem do professor com a bebé no marsupial foi partilhada nas redes sociais, que se encheram de elogios para Nathan e Wayne. O professor reagiu no Twitter agradecendo estas manifestações de amor. Mas em declarações ao Atlanta Journal-Constitution garantiu: "Não sou uma exceção. Todos os dias há professores a fazer coisas destas".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG