Nem no discurso aos escuteiros Trump evitou falar de ObamaCare e Clinton

Discurso do presidente foi criticado pelos pais dos escuteiros por ser politicamente divisório. Em 80 anos, nunca um presidente falou de política nesta cerimónia

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump está a ser criticado por ter feito um discurso perante 40 mil escuteiros em que criticava os meios de comunicação, o ex-presidente Barack Obama, a campanha de Hillary Clinton e alguns membros do congresso.

Segundo o Washington Post, Trump quebrou uma tradição de mais de 80 anos ao fazer um discurso tão politicamente partidário e divisório - em que os democratas foram largamente criticados - enquanto falava no National Scout Jamboree, esta segunda-feira, no estado de Virgínia Ocidental.

"Quem raios quer falar de política?", perguntou Trump no início do discurso para rapazes dos 12 aos 18 anos do grupo Boy Scouts of America. Contudo, não passou muito tempo até o presidente começar a falar sobre vários problemas de Washington e da sua administração, num discurso de 35 minutos.

"Sabem, eu vou para Washington e vejo todos os políticos e vejo o pântano e não é um bom sítio", disse o presidente, que tinha como um dos objetivos da campanha drenar o pântano de Washington.

"Na verdade, hoje eu digo que devemos mudar a palavra de pântano para fossa ou talvez para esgoto. Não é bom. Vejo o que se está a passar e acreditem em mim, eu gostaria muito mais de estar com vocês do que aquilo que posso admitir", continuou o presidente, segundo a Reuters.

Trump disse que os media provavelmente iriam mentir sobre o tamanho da multidão - "a imprensa vai dizer que são cerca de 200 pessoas" - , repetiu várias vezes a expressão "fake media" e perguntou se o presidente Obama alguma vez tinha estado neste encontro. O público respondeu com vaias.

Trump falou sobre os resultados das eleições presidenciais em cada estado, criticou a campanha dos democratas e de Hillary Clinton à presidência e, como não podia deixar de ser, falou sobre o ObamaCare.

Perante os escuteiros, o presidente chamou ao palco o secretário de Saúde Tom Price, que também foi escuteiro, e ameaçou demiti-lo caso os congressistas não rejeitem o sistema de saúde ObamaCare.

"Espero que ele consiga os votos amanhã para começar o nosso caminho para a matança desta coisa horrível conhecida como ObamaCare", disse Trump, referindo-se a Tom Price. "É bom que ele consiga se não vou dizer 'estás despedido'", continuou o presidente, repetindo o seu slogan no programa de televisão O Aprendiz.

Quem não ficou satisfeito com o discurso do presidente num evento nada relacionado com a política foram alguns dos pais dos escuteiros.

"Chega de escuteiros, após terem tido a necessidade de fazer o meu filho ouvir um mentiroso a massagear o ego", escreveu um dos pais nas redes sociais, segundo a BBC.

Ao responder às críticas, o grupo Boy Scouts of America ressaltou que é "totalmente não partidário nem promove qualquer posição, produto, serviço, candidato político ou filosofia" e que o convite ao presidente foi parte de uma "longa tradição", e não um apoio a qualquer partido político.

Obama nunca participou no National Scout Jamboree, mas em 2010, ano em que o grupo Boy Scouts of America fazia 100 anos, gravou um vídeo para os escuteiros. "Nos próximos anos vamos depender de vocês, a próxima geração de líderes, para levar a América para a frente", disse Obama no vídeo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG