Mudanças na Casa Branca. Retratos de Clinton e George W. Bush retirados de hall de entrada

As figuras foram substituídas pelas de dois presidentes republicanos eleitos há mais de um século, William McKinley e Theodore Roosevelt.

Os retratos oficiais de Bill Clinton (democrata, presidente entre 1993 e 2001) e George W. Bush (republicano, presidente entre 2001 e 2009), expostos até então no hall de entrada da Casa Branca, onde podiam ser vistos por Donald Trump diariamente, foram retirados e colocados numa sala menos visitada da residência presidencial americana, uma sala de jantar que não costuma receber visitas.

A notícia foir avançada na sexta-feira pela CNN, que cita várias testemunhas, que adiantam que os retratos foram retirados do hall de honra e substituídos pelos de dois presidentes republicanos eleitos há mais de um século, William McKinley, assassinado em 1901, e Theodore Roosevelt.

Existe uma tradição na Casa Branca segundo a qual os retratos dos chefes de Estado mais recentes do país ficam expostos nos melhores lugares para que sejam vistos pelos convidados em eventos oficiais. Questionada pela AFP, a Casa Branca não respondeu até esta sexta-feira à noite.

A CNN destacou que o presidente Donald Trump se deparava diversas vezes ao dia com os retratos dos dois antecessores quando descia de sua residência privada ou quando recebia visitas no hall de entrada.

O retrato de Barack Obama, a quem Donald Trump sucedeu no cargo em 2017 e um de seus maiores críticos, não deverá poder ser visto pelo público durante uma cerimônia oficial que Trump projeta para antes das eleições presidenciais de novembro.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG