Menos um terço de pedidos de asilo na União Europeia

Síria, Iraque e Afeganistão são os principais países de origem dos migrantes

No primeiro trimestre do ano, a taxa de primeiros pedidos de asilo na União Europeia (UE) baixou 33%, para os 287.100, face ao período entre outubro e dezembro de 2015, divulga o Eurostat.

Entre janeiro e março, 102.350 pedidos de asilo foram apresentados na UE por sírios -- o que representa 36 por cento do total -, seguindo-se iraquianos (35.045) e afegãos (34.790).

Estas três nacionalidades juntas contam por 60% dos primeiros pedidos de proteção internacional apresentados na UE.

Em Portugal, no primeiro trimestre do ano, foram apresentados 150 pedidos de asilo, 20 dos quais por cidadãos paquistaneses, 15 por ucranianos e 10 por oriundos da Guiné-Conacri, que no total representam 30% das solicitações.

Segundo o gabinete oficial de estatísticas da UE, a Alemanha é o país com maior número de primeiros pedidos (174.965), seguindo-se a Itália (22.335) e a Áustria (13.880).

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG