Menina de dois anos desaparecida em Espanha encontrada a dormir abraçada ao cão

Criança desapareceu durante passeio com o pai e o cão. Foi o animal que permaneceu junto a Emma e ladrou até que foram encontrados, sete horas depois

Uma criança de dois anos esteve desaparecida durante sete horas numa área da serra de Gredos, em Espanha. A menina, chamada Emma, estava a quatro quilómetros do local onde tinha sido vista pela última vez, durante um passeio com o pai e o cão Kie, um podengo ainda jovem.

Segundo a Guardia Civil, citada pelo El País, Emma, o pai e o cão saíram ao final do dia de segunda-feira de casa, nos arredores de Ávila, para dar um passeio. No regresso, o pai perdeu a criança de vista e alertou o 112, que recebeu o aviso pelas 19:20, menos uma hora em Lisboa. Os pais juntaram-se às buscas das autoridades, assim como vários voluntários das populações mais próximas. Uma vizinha contou à Guardia Civil que pensava ter ouvido a criança passar junto à sua casa e, não muito longe, os agentes detetaram pegadas que identificaram como sendo da menor.

Sete horas depois do início das buscas, indica o El País, os membros da equipa de resgate ouviram ladrar o cão Kie e seguiram o alerta do animal até que encontraram a criança, adormecida no meio da vegetação, coberta pelo cão. Estava em posição fetal, "tiritando e abraçada ao cão", disse o sargento que pegou em Emma ao colo à imprensa local. "Estava calma e só tinha alguns rasgões". Um dos membros dos serviços de emergência chegou mesmo a admitir: "Se não tivesse sido o cão, não a encontrávamos".

Emma estava com fome e foi assistida no local antes de ser levada para junto dos pais, que a esperavam no posto de comando montado pelas autoridades, e onde depois toda a equipa tirou uma foto, entretanto alterada para mostrar uma imagem do cão, Kie, que não apareceu na fotografia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG