Marinha do Chile salva baleia que ficou presa em redes de pesca

Mergulhadores arriscaram numa operação demorada para cortar as redes de pesca e libertar o cetáceo.

A Marinha do Chile resgatou uma baleia que estava presa em redes de pesca nas proximidades de Puerto Williams, na Patagónia. Após o alerta ter sido dado por pescadores, a embarcação Alacalufe dirigiu-se para o local e iniciou a operação de salvamento do cetáceo que pode pesar mais de 20 toneladas, de acordo com informações difundidas pela marinha chilena.

As manobras implicaram uma viagem de mais de três horas e envolveram depois algum risco para os mergulhadores que tiveram de se aproximar até centímetros da baleia para cortar as redes. O animal estava agitado e obrigou a especial atenção. "Ao fim de pouco mais de uma hora dos mergulhadores na água, a baleia foi libertada, apesar do perigo que implicava estar muito perto de uma baleia de grande tamanho", disse Cesar Quiroga, governador marítimo de Puerto Williams.

O responsável deixou um apelo aos pescadores para retirarem as redes do mar depois da faina, já que levam a situações como esta e nem sempre é possível resgatar os animais a tempo, com consequências por vezes fatais.

Após ser libertada,a baleia franco austral, que anda nos mares do hemisfério sul, estava em aparente boa condição, de acordo com a observação dos militares chilenos, e seguiu pelo mar.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG