Mais uma gafe da Casa Branca: dizem que o Japão tem presidente

Primeiro-ministro Shinzo Abe identificado como presidente pelo gabinete de imprensa de Donald Trump

A Casa Branca cometeu mais uma gafe este sábado ao identificar, num comunicado oficial à imprensa, o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, como "Presidente do Japão".

O documento, emitido pelo gabinete de imprensa de Donald Trump, detalhava o encontro bilateral entre o presidente norte-americano e o chefe de governo daquela monarquia constitucional, que se viria a realizar pouco depois durante a cimeira do G20.

A gafe não teve reflexos no encontro propriamente dito, segundo o Washington Post - que detetou o lapso - pois Trump dirigiu-se a Abe utilizando o cargo correto.

O comunicado à imprensa com o erro logo no título

Este é mais um episódio de um gabinete de imprensa que se tem revelado abundante em erros do género. Em janeiro, o nome da primeira-ministra britânica, Theresa May, apareceu mal escrito (sem o 'h' no primeiro nome) e um mês depois o porta-voz da Casa branca, Sean Spicer, chamou ao primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, "Joe".

Nem os próprios membros da administração Trump escapam a lapsos: em abril, o secretário do Tesouro Steven Mnuchin apareceu identificado num comunicado oficial como "secretário do Comércio".

Faz ainda questão de lembrar que o Washington Post que este tipo de erros não são exclusivos da equipa de Donald Trump. O nome de Ronald Reagan foi mal escrito duas vezes num comunicado à imprensa da administração Obama em 2014.

Exclusivos