Mais uma derrota para Trump: maioria republicana falha revogação do Obamacare

Evitado novo chumbo do Obamacare, agora proposto sem solução alternativa para garantir serviços de saúde aos mais desfavorecidos

A última tentativa para revogar o Obamacare falhou esta terça-feira, com três senadoras republicanas a oporem-se ao seu chumbo sem existir uma solução alternativa.

Este falhanço voltou a exasperar o Presidente Donald Trump, que deixou uma garantia na Casa Branca: deixar colapsar a componente dos seguros do Obamacare, para depois levar os democratas à mesa das negociações.

Após sete anos a prometer a substituição do Obamacare por um modelo melhor, por alegadamente ter feito subir os custos orçamentais afetos ao sistema de saúde, os republicanos - com maioria no Senado e na Câmara dos Representantes - apresentaram uma solução alternativa que eliminava cerca de 22 milhões de norte-americanos do sistema e reduzia as taxas - na ordem dos muitos milhões de dólares -pagas pelos mais ricos.

Na segunda-feira falhara nova tentativa da liderança republicana no Congresso, quando mais dois senadores do partido anunciaram a sua oposição - elevando para quatro os que se opunham (o dobro do que tornava possível aprovar o fim do Obamacare) à substituição da lei de Barack Obama.

Esta terça-feira, num derradeiro esforço para fazer cumprir uma promessa de sete anos e que foi assumida por Donald Trump na campanha das presidenciais, a opção de chumbar o Obamacare sem aprovar um modelo alternativo fracassou com a oposição das senadores republicanas Shelley Moore Capito (Virgínia Ocidental), Susan Collins (Maine) e Lisa Murkowski (Alasca).

Antes de ser absolutamente garantida como seria a votação no senado já o presidente Trump, pelo Twitter, só pedia aos republicanos para revogarem o Obamacare:

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG