Mais de mil mortos e 20 803 infetados nas últimas 24 horas no Brasil

Brasil ultrapassa a Rússia e ascende à segunda posição na lista de países com o maior número de casos positivos de covid-19

O Brasil registou 1001 mortos e 20 803 infetados pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, totalizando 21 048 óbitos e 330 890 pessoas diagnosticadas desde que a pandemia de covid-19 chegou ao país, informou esta sexta-feira o executivo.

Com os números desta sexta-feira, o Brasil ultrapassou a Rússia e ascendeu à segunda posição na lista de países com o maior número de casos positivos de covid-19, apenas atrás dos Estados Unidos da América (mais de 1,6 milhões de casos de infeção), segundo o portal Worldometer, que compila quase em tempo real informações da Organização Mundial da Saúde, dos Centros de Controlo e Prevenção de Doenças, de fontes oficiais dos países, de publicações científicas e de órgãos de informação.

O Ministério da Saúde indicou que está ainda a ser investigada a eventual relação de 3552 óbitos com a covid-19, sendo que 135 430 pacientes infetados já recuperaram e 174 412 continuam sob acompanhamento.

São Paulo, epicentro da pandemia no país sul-americano, concentra 5773 vítimas mortais e 76 871 casos de infeção, sendo seguido pelo Ceará, que contabiliza esta sexta-feira 2251 mortos e 34 573 pessoas diagnosticadas.

O Rio de Janeiro é o terceiro estado com maior número de casos confirmados, num total de 33 589 pessoas infetadas e 3657 óbitos.

Por outro lado, Mato Grosso do Sul, localizado na região centro-oeste do país, é o estado menos afetado, com 17 óbitos e 805 infetados.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 335 mil mortos e infetou mais de 5,1 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,9 milhões de doentes foram considerados curados.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG